Operação Moeda Verde: Cara ou Coroa?

Florianópolis/SC, 04 de Maio de 2007

O Sarcástico esteve em cima do esquema de investigação de venda de leis e suspeitas de propinas de órgãos ambientais. Confira aqui na íntegra da matéria.

A cidade de Florianópolis na quinta feira, dia 03 de maio, acorda assustada. Políticos da capital e mega-empresários são presos pela Operação inter-estadual Moeda Verde. Todos os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Zenildo Bodnar, da Vara Federal Ambiental de Florianópolis e deram início na madrugada de quinta-feira do dia 03. A Polícia Federal, em conjunto com a Militar, cercou o prédio da administração da capital, na busca de documentos, em residências e empresas, decretando a prisão de 22 pessoas, todas envolvidas na fraude.

As acusações vão desde crimes contra a ordem tributária a falsificação de documento, uso de documento falso, formação de quadrilha, corrupção e tráfico de influência. Dos acusados, estão servidores públicos, vereadores, empresários, secretários da administração Berger (PSDB) e assessores. A operação da PF já estava em mobilização desde setembro de 2006, quando a polícia recebera denúncias sobre irregularidades em construções civis no norte da ilha. Uma das principais acusações, é a de propina da parte dos órgãos ambientais no empreendedorismo imobiliário na capital e em outras cidades do estado. Desde o auto de acusação, a polícia já transferiu cinco envolvidos para o presídio e ainda 17 estão na lista. Na própria sede da Polícia Federal, já não há mais espaço suficiente, pois nunca abrigou tanta corrupção num lugar só, que por sinal, ficarão presos por mais 4 dias. Outras sedes da PF também estão sendo mobilizadas.

O Depoimento do prefeito Dário Berger (PSDB) encaixa-se perfeitamente na sua política de abstração, afastando 7 envolvidos incluindo responsáveis por suas secretarias municipais. São 3 secretários municipais e 4 servidores públicos. O prefeito da cidade que é paraíso fiscal e uma das cidades consideradas de maior área verde no país, ou “Capital Verde do Mercosul”, diz que a operação foi precipitada e exagerada, gerando estardalhaço desnecessário para a mídia. É fato que as leis de zoneamento urbano da capital sempre foram favoráveis aos empreendimentos imobiliários em zonas de risco ambiental, como por exemplo, os projetos de residenciais como o Il Campanário de Jurerê, postos de gasolina e os shoppings centers. Dário, ainda adverte, que a maioria dos licenciamentos ambientais foram concedidos antes de seu mandato, no governo Ângela Amin (PP), hoje deputada federal, e que portanto, seria necessária uma investigação mais concisa na antiga administração.

Os esquemas da corrupçãoHá um certo período, no ano passado, fomos investigar a situação do mega-complexo do Costão do Santinho Resort e acabamos realizando uma matéria específica, sobre as irregularidades que envolviam os órgãos estaduais FATMA e IBAMA, ambas na mira da PF desde setembro de 2006. Outra bomba que tínhamos nas mãos também, eram as fontes de ligação entre a Construtora Magno Martins, o resort do Costão do Santinho e a área verde do Parque da Luz. Liminares “determinam que a empresa remova, em 30 dias, todo o material de construção abandonado no local que esteja impedindo a recuperação natural da fauna e da flora, colocando no lugar duas placas visíveis da rua e da praia com as seguintes informações: ‘Área de Preservação Permanente em vias de recuperação por ordem judicial (liminar concedida na Ação Civil Pública No 2003.72.00.009574-2 promovida pelo Ministério Público Federal contra Magno Martins Engenharia Ltda.)”, segundo o Diário Oficial do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4a Região.

O Parque da Luz é a maior área verde da cidade, onde abriga mais de 2.000 espécies nativas e não-nativas, totalmente sustendado pela comunidade local. Dentro das ambições políticas de construção em áreas verdes, está um projeto em discussão sobre a nova sede da Prefeitura de Florianópolis. Abandonada pelo poder público, o Parque da Luz ainda luta para revitalizar-se graças ao empenho da Associação dos Amigos do Parque da Luz. No mesmo ponto, a Construtora Magno Martins, tem excedido alguns metros no novo empreendimento Plaza Viena em relação ao seu vizinho. A “invasão” com direito a derrubada de árvores e um muro de concreto que divide o estacionamento do Parque da Luz, foi “aprovado” também pelo SUSP.

Conheça a lista completa dos envolvidos.
Servidores públicos:
Rubens Bazzo, SUSP
Rodrigo Bazzo, filho de Rubens Bazzo
Marcílio Ávila, presidente da Santur, ainda não se apresentou á Polícia Federal. Ele está sendo aguardado desde as primeiras horas da manhã.
André Luiz Dadam, servidor da Fatma
Renato Juceli de Souza, SUSP
Marcelo Vieira Nascimento, Floram, órgão que emite licenças municipais
Francisco Rzatki, Floram
Secretários municipais:
Renato Joceli de Souza, secretário de Urbanismo
Aurélio de Castro Remor, secretário de Obras de Florianópolis
Francisco Rzatki, diretor da Floram
Vereadores:
Juarez Silveira, vereador (PSDB)
Itanoir Cláudio, chefe de gabinete de Juarez Silveira
Empresários:
Hélio Scheffel Chevarria (grupo Habitasul)
Fernando Tadeu Soledade Habckost (grupo Habitasul)
Péricles de Freitas Druk (grupo Habitasul)
Fernando Marcondes de Mattos (Costão do Santinho)
Amílcar Lebarbechon da Silveira (restaurante do Amílcar)
Paulo Cezar Maciel da Silva (shopping Iguatemi)
Gilson Junckes (hospital Vita)
Percy Haensch (Colégio Energia)
Margarida Emília Milani de Quadros
Paulo Toniolo Júnior
Sérgio Lima de Almeida
Aurélio Paladini
Texto: Pablo Mizraji Foto: Ginga Vasconcelos e Pablo Mizraji
artigo publicado no www.sarcastico.com.br
Anúncios

Sobre pmizraji

Caput necandus est. Cadaver acqua forti dissolvendum nec alicquid retinendum. Tace ut potes.

Publicado em maio 1, 2009, em Guerrilha Midiática. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: