Dário Berger em enquadramento na Justiça

Florianópolis, 23 de Outubro de 2007

Operação Moeda Verde cada vez mais madura…

Logo após a equipe do SARCÁSTiCO ter requisitado uma entrevista exclusiva com Ildo Rosa (diretor-presidente do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) para uma série de matérias sobre os esquemas de corrupção que envolviam este instituto e a Prefeitura Municipal de Florianópollis, demos de cara com as estampas nos jornais desta manhã: o próprio Ildo Rosa, Carlos Amastha (empresário-proprietário do Floripa Shopping, empreendimento que segundo a PF é acusado de irregularidades) e o prefeito da capital Dário Berger (PMDB) foram indiciados pela delegada Júlia Vergara por vários crimes como, formação de quadrilha, advocacia administrativa, falsidade ideológica, corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação. Só o prefeito é acusado de quatro destes crimes. Segundo a delegada, o caso é grave por se tratar de formação de quadrilha de servidores associada à prática de crimes contra a administração pública e contra o meio ambiente.

Ninguém do IPUF ou da prefeitura encontramos para conversar ou trocar uma idéia, se é que eles possuem alguma. O fato é que o processo de enquadramento dos indiciados pela Operação Moeda Verde que envolvem esquemas de licitação para empreendimentos imobiliários e improbidades técnico-administrativas na capital catarinense segue o rumo das investigações agora com novos nomes na lista.

Desde o início do processo investigativo que teve início em junho de 2006, a Operação Moeda Verde já incriminou 54 pessoas. Os rumos destas denúncias serão ainda avaliadas pelo Ministério Público Federal que terá 30 dias para decidir se os réus poderão sofrer ação penal pública na Justiça.

Enquanto isso, alguns cargos públicos poderão cair… de maduros.

Mais informações sobre a Operação Moeda Verde
http://www.sarcastico.com.br/materia.php?id=788
Foto: Pablo Mizraji

artigo publicado no www.sarcastico.com.br

Anúncios

Sobre pmizraji

Caput necandus est. Cadaver acqua forti dissolvendum nec alicquid retinendum. Tace ut potes.

Publicado em maio 1, 2009, em Guerrilha Midiática. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: